PUBLICADO:
12 de March de 2020

Alunos do Instituto Bourbon: Partícipes do mundo

Em poucos anos de atuação o Instituto Bourbon de Responsabilidade Socioambiental está transformando a vida de muitas famílias de Cambará e região rompendo um ciclo de desamparo, exclusão e também violência.

Em outras palavras é o que diz a moradora Regiane Luz, que não esconde a felicidade ao ver o filho Nicolas Luz Assis de Oliveira, aluno do Instituto Bourbon, brilhar nas artes marciais. Os primeiros passos no esporte foram dados no Instituto. Hoje, o jovem lutador de karatê coleciona títulos por onde passa. Ele frequenta a 7ª série do ensino fundamental e tem o espírito de um campeão. Já ganhou 60 medalhas.

Orgulho de Mãe

“O Instituto Bourbon é um grande projeto que está ajudando muitas crianças da região”, afirma Regiane, que já avisa que estará na torcida pelo filho no mês que vem durante a final do campeonato paranaense de karatê. “É muito orgulho!”, diz a mãe, que sonha alto junto com o filho.

Para a assistente social Cristina de Paula um dos objetivos principais do Instituto não é formar campeões, embora isso não seja proibido, mas fazê-las perceber que não estão excluídas, que podem se integrar. “Por meio da convivência, da troca de experiências e do despertar de habilidades, os jovens e as crianças se reconheçam como partícipes do mundo”, ensina.

Menino de ouro

Aos 13 anos, Nicolas Luz Assis de Oliveira brilha sobre o tatame. O talento do campeão de karatê foi desenvolvido nas aulas de artes marciais do Instituto Bourbon. Hoje ele soma mais de 60 medalhas. E virão muitas outras, sonha ele, que participa de torneis estaduais e nacionais.

Xadrez na Escola

Criado há cinco anos, o projeto Xadrez na Escola atende hoje cinco escolas públicas de Cambará por meio de uma parceria entre as secretarias municipais de esporte e de educação. Na escola Caetano Vezozzo, sob a batuta do professor Vinicius Romano, são atendidos 33 jovens. “São alunos dos ensinos fundamental e médio. Nós incentivamos eles a participar de torneios, jogos estudantis e, sobretudo, a se desenvolverem por meio do esporte. Estamos formando campeões da mente”, brinca o professor.

Biblioteca Google

Na sala biblioteca Google, meninos e meninas a partir do 3° ano do ensino fundamental até o 3° ano do ensino médio têm aula de fundamentos da Matemática utilizando o método Khan Academy.org. “Aqui os meninos e adolescentes experimentam tudo o que a tecnologia pode oferecer para a sua educação. Percebemos que nesta aula o foco e o raciocínio lógico são ativados e desenvolvidos”, afirma Vania Carvalho Dias, diretora da escola municipal Caetano Vezozzo.

‘Pode Quem Pensa que Pode’

No quadro da sala do diretor João Tinelli, tem uma frase escrita em pincel atômico, de autoria de Alceu Antimo Vezozzo: “Pode quem pensa que pode”. Esta frase quando criada tinha a mente e o coração dos jovens aprendizes e crianças da comunidade. Na verdade ela serve para todos aqueles que ainda não perderam a esperança em si e no mundo ao redor.

Instituto Bourbon de Responsabilidade Socioambiental

Idealizado por Alceu Antimo Vezozzo, foi fundado e 2002 a partir da iniciativa da Rede Bourbon de promover o bem-estar social para famílias de baixa-renda, com foco no enriquecimento cultural das novas gerações e incentivo para que possam se desenvolver social e economicamente.